Real Móveis

Na noite de 1º de Outubro, uma tempestade com fortes chuvas e vento atingiu várias localidades do município de Francisco Beltrão, principalmente na área rural do município, e causou danos severos nas propriedades agrícolas. Apesar da unidade da Copel ter feito o atendimento nos locais, muitos moradores se queixaram da demora da empresa em fazer os reparos nas redes elétricas, alguns agricultores relatam ter ficado dois, três ou mais dias sem luz.

O temporal causou consequências graves nas propriedades rurais da região, como prejuízos para a ordenha do gado leiteiro, o descarte de milhares de litros de leite dos estoques, perdas exorbitantes e expressivas nos aviários, além da falta de energia dentro das casas dos agricultores, prejudicando a comunicação e a conservação de alimentos.

Em função disso, o deputado estadual Reichembach elaborou um ofício dirigido ao presidente da Copel, Antonio Sergio de Souza Guetter, em favor da população atingida, relatando a falta de agilidade na solução dos problemas causados pelo temporal na região. "Também sugeri o fortalecimento da rede elétrica já existente, novos investimentos em infraestrutura e a elaboração de planos de gerenciamento de emergência para solucionar estes tipos de situações adversas com mais agilidade", ressalta Reichembach.

Além da elaboração do ofício, o deputado fez um pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná mencionando o ocorrido em Francisco Beltrão e região, ressaltando sua preocupação com o tema. "A meteorologia aponta que o Sudoeste do Paraná, bem como o Oeste de Santa Catarina, estão incluídos em uma região que deve passar por mudanças no clima nos próximos anos, com o aumento da probabilidade de tempestades severas, por isso devemos nos adequar a este novo cenário para evitarmos mais prejuízos e danos aos produtores rurais", afirma.

Reichembach exalta a competência e o preparo dos funcionários Copel, e também a excelência da empresa no cenário nacional e internacional – eleita 6 vezes a melhor companhia elétrica do país e 5 vezes a melhor companhia elétrica da América Latina – e por isso está otimista e acredita que os problemas na malha elétrica da região Sudoeste serão solucionados em breve.

 

 



Assessoria
11/10/2017



Foto: Pedro de Oliveira/ALEP