Real Móveis

Sem jogar pela Divisão de Acesso desde o dia 16 de abril quando terminou a primeira fase, o União segue treinando com seu elenco principal para voltar com força total na competição que ainda segue sem previsão de ser retomada no Grupo A. Há três semanas desde que o Grêmio Maringá ingressou no TJD pedindo uma punição para a Portuguesa Londrinense, a morosidade da justiça para definir a situação segue atrapalhando os planos das equipes que estão sem jogar e teme que o Campeonato se prolongue por mais um mês o que exigiria mais uma folha de salários.  

Depois de o TJD - PR absolver a Portuguesa Londrinense e manter a decisão no julgamento do recurso do Grêmio Maringá, a Federação Paranaense de Futebol tenta agora derrubar a medida cautelar que impede que os jogos sejam remarcados, até que o caso seja decidido pelo STJD, o que levaria até um mês.

Nos bastidores a expectativa é que a primeira rodada seja homologada e que o campeonato seja retomado já no fim de semana, o que significaria que o União teria que enfrentar o Iraty fora de casa provavelmente no domingo e depois jogar em uma quarta-feira a tarde contra o Operário. A FPF deve se manifestar sobre o caso até quinta-feira (11).



Lucas Maciel
08/05/2017



Foto: Lucas Maciel