Real Móveis

Publicado em 10/01/2017 – Solange Maciel | Assessoria

A secretaria municipal de Saúde de Francisco Beltrão está iniciando a vacinação de meninos de 12 e 13 anos contra o HPV. O esquema vacinal será de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. O Human Papiloma Vírus (HPV) vive na pele e nas mucosas dos seres humanos, podendo causar câncer. A vacina também é ofertada para meninas de 9 a 14 anos. A novidade, a partir deste ano, é a vacinação de meninos. A medida atende mudança no calendário vacinal do Ministério da Saúde. A vacina é oferecida em todos os postos de saúde, que atendem das 07h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00.

No caso da vacina do HPV, a faixa etária será ampliada gradativamente. Até 2020 a meta é abranger os meninos de 9 a 13 anos. Crianças e homens com idade entre 9 e 26 anos e vivem com o vírus HIV também serão contemplados, além das meninas de 9 a 14 anos que não tiveram a oportunidade de receber a vacina. Além do HPV, foram feitas outras mudanças no calendário vacinal, por isso é importante que os pais procurem uma unidade de saúde com a carteira de vacinação da criança.

O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina para meninos em programas nacionais de imunizações, dentro do Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS). Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero. O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

Estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras do vírus, sendo 32% infectadas pelos tipos 16 e 18.  Em relação ao câncer do colo do útero, estudos apontam que 265 mil mulheres morrem devido à doença em todo o mundo, anualmente. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima 16 mil novos casos.



10/01/2017